Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Graforreia Intermitente

Opinadelas, Politiquices, Ordinarices, Música, Cinema, Lirismo, Contos e muito mais!

Graforreia Intermitente

Opinadelas, Politiquices, Ordinarices, Música, Cinema, Lirismo, Contos e muito mais!

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Opinadela: NOS D’Bandada - Concertos, Civismo, Cia & Lda.

Este fim-de-semana, o Porto recebeu o NOS D’Bandada criando uma espécie de “S. João Musical” que encheu as ruas da Invicta de pessoas, animação e concertos, durante toda a noite. Até aqui tudo bem. Foi divertido, valeu a pena ir e, sem dúvida, é uma iniciativa para manter.

Assisti aos concertos de Xinobi e Moullinex, na Praça dos Leões, e passeei-me pelas ruas e pelos bares.

A organização esteve bem, os músicos estiveram bem, a animação esteve bem. A maioria (simpatia da minha parte, talvez!) das pessoas também esteve bem.

No entanto, a outra parte das pessoas esteve mal, muito mal. Faltou-lhes civismo. Faltou-lhes educação social. Desde o lixo espalhado pelas ruas, com caixotes por perto que ainda tinham espaço para acolher aqueles resíduos, ao desrespeito total pelas áreas ajardinadas.

Revoltaram-se-me as entranhas quando 2 casais, muito acima dos 50 anos, decidiram dar o exemplo e instalar-se num canteiro de arbustos. Ressalvo que ainda existia espaço na praça e que não havia qualquer necessidade de se instalarem naquele canteiro. Não bastando o que já estavam a destruir com a dimensão das suas passadas, um dos senhores ainda fez a gentileza de criar uma maior zona plana para a sua esposa, calcando mais arbustos à sua volta – não fosse a senhora magoar os seus ricos pezinhos com aquelas plantas. Claro está que no espaço de 1 hora antes da chegadas destes senhores, ninguém estava no jardim e 10 minutos depois deles se instalarem os jovens seguiram o exemplo destes cidadãos adultos. E nem as “bocas”, ditas alto e a bom som, os demoveram.

É claro que estas iniciativas são de louvar, pois trazem animação e gente ao centro da cidade. O Porto ganha vida e os portuenses ganham ânimo. Mas não podemos descurar que a falta de civismo e de educação social comportam consequências. Desde o lixo ao barulho, estas situações criam desagrado nos moradores daquelas zonas e custos acrescidos para o município – por exemplo, se de cada vez que temos uma iniciativa destas, os jardins e canteiros têm de ser “refeitos” por estar em causa a imagem de uma cidade que cresce nos seus indicadores de turismo, tem de haver dinheiro para tal (dinheiro esse que sairá dos bolsos dos contribuintes).

Sim, fiquei desagrado e desiludido com estas atitudes. Eu que tenho orgulho na minha cidade, no meu Porto, preferia que as pessoas fizessem uso do seu bom senso. E, assim, talvez tivéssemos cada vez mais e melhores iniciativas.

Moullinex - D'Bandada 2015

 Moullinex em palco - NOS D'Bandada 2015 - Foto: Instagram @Jhonny_Moreira

 

 

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D